logo.gif









Pressão Alta
A hipertensão arterial é uma doença comum que muitas vezes demora a ser diagnosticada, pois o organismo do paciente se adapta aos níveis elevados de pressão. Porém, essa doença acaba afetando alguns órgãos enquanto não é tratada. Quando a pessoa possui a doença, suas artérias ficam menores, sendo necessário que o coração exerça uma pressão maior para que o sangue seja bombeado.

Estetoscópio.Ela também é chamada de pressão alta e ocorre quando ela está igual ou acima e 14 por 9. A pressão alta é prejudicial para os vasos,
as artérias, os olhos, o coração, os rins e o cérebro. Essa doença acomete qualquer pessoa e ocorre independente de ser um indivíduo calmo ou nervoso.

O colesterol, gordura necessária para o funcionamento do corpo, também deve ser controlado porque ele causa o entupimento de veias. Com isso, a hipertensão arterial pode aparecer e também os problemas cardíacos. Quando o coração se contrai para expulsar o sangue, ele utiliza uma força máxima que recebe o nome de sístole. Já quando ele está relaxado, a força utilizada é mínima e recebe o nome de diástole.
 
 
 
 
Prevenir a Pressão Alta

- Pratique atividades físicas regularmente;
- Tenha uma alimentação saudável e reduza o consumo de sal;
- Controle o peso (calcule seu IMC);
- Parar de fumar ;
- Vá ao médico e peça para medir sua pressão regularmente.

Fatores de Risco para Pressão Alta

  • Histórico familiar: as pessoas que possuem casos de hipertensão na família têm maior probabilidade de ter a doença;
  • Idade: a incidência da doença aumenta quanto maior for a idade da pessoa;
  • Obesidade: as pessoas que sofrem com o excesso de peso, estão propensas a adquirir a doença;
  • Diabetes: é comum que o paciente tenha diabetes e hipertensão ao mesmo tempo e essas doenças podem resultar em problemas no coração;
  • Sedentarismo: sem a prática de exercícios físicos regulares, aumenta-se a chance de indivíduos obesos;
  • Cigarros: o fumo pode ajudar a aumentar o nível da pressão arterial;
  • Etnia: as pessoas da raça negra são mais propensas a desenvolver a hipertensão;
  • Má alimentação: o pouco consumo de frutas, verduras e legumes podem ajudar a agravar a doença. O consumo excessivo de sal também pode levar a essa situação;
  • Disfunções hormonais: elas podem ajudam na incidência da doença.

Alguns remédios podem influenciar de maneira negativa na hipertensão arterial. Pessoas que utilizam os seguintes remédios devem verificar maiores informações com seus médicos: anticoncepcionais orais, descongestionantes, antidepressivos tricíclicos, esteroides anabolizantes, moderadores de apetite, antiácidos ricos em sódio, dentre outros.
 

Mulher com dor de cabeça.
Sintomas da Pressão Alta

Nos casos de hipertensão, não há ocorrência de sintomas; porém, costumam associar alguns problemas à doença. São eles: dor de cabeça, tontura, cansaço e sangramento pelo nariz. Se o paciente tiver uma hipertensão mais grave ou não tratada, ele pode apresentar vômito, falta de ar, visão embaçada, dores de cabeça, desmaio, dentre outros.

Diagnóstico da Pressão Alta

O paciente deve ter sua pressão aferida quando estiver na posição sentada e em repouso. Se for constatado valores superiores a 140/90 mmHg, é considerado alto, mas é importante que sejam feitas várias aferições para que seja dado o diagnóstico final. É necessário que se realize esse procedimento por algumas vezes para que o médico possa ter a dimensão da gravidade da hipertensão daquele paciente. Ao constatar a pressão alta, o médico pode solicitar alguns exames para verificar se a doença não causou danos mais graves ao paciente.
 
Tratamento para Pressão Alta

A doença não tem cura, o que pode ser feito é um intensivo tratamento a fim de evitar que a doença traga mais problemas. Se o paciente utilizar medicamentos, ele deve seguir o que foi orientado pelo médico, fazer um tratamento contínuo e ir às consultas de forma regular. É importante que o paciente realize um tratamento correto, porque a hipertensão pode se agravar para doenças mais graves como o AVC, infarto do miocárdio e insuficiência renal.


Mulher grávida com pressão alta.Pressão Alta na Gravidez

Se uma paciente que sofre pressão alta engravidar, ela deve verificar com os médicos uma maneira de estabelecer um tratamento específico para sua situação. Se ela souber da doença antes de engravidar, é melhor ainda, porque o controle pode começar mais cedo e o risco de complicações diminui. É na gravidez que o sangue no corpo aumenta e, por isso, a pressão sobre o coração aumenta. Com o aumento na quantidade de sangue, algumas mulheres que nunca haviam desenvolvido pressão alta, passam a sentir os sintomas. Por isso, sempre procure fazer um pré-natal, durante a sua gravidez.
 
A hipertensão, nessa situação, é perigosa, devido a diversos problemas: risco de derrame, pré-eclâmpsia (ocorre muita retenção de líquidos, peso na gravidez, etc.), parto prematuro e bebê com pouco peso. Além disso, por estar grávida, pode ser necessária a utilização de certos medicamentos que podem fazer mal ao feto.

O importante é que a mulher realize um bom pré-natal e siga as orientações passadas por seu médico. Deve-se informar ao médico qualquer decisão de tomar remédios ou mudanças na alimentação com o intuito de tratar a hipertensão.
 
 
Pressão Arterial   <<--  Pressão Alta  -->>  Pressão Baixa

Pressão Arterial
Pressão Alta
Pressão Baixa
Aferir Pressão
Alimentos para Hipertensos
Fale Conosco
Mapa do Site








Site desenvolvido por KERDNA Produção Editorial LTDA